FNF define Estadual da Segunda Divisão Rei Pelé e avalia criar a Série C
FNF

FNF define Estadual da Segunda Divisão Rei Pelé e avalia criar a Série C

O Estadual da Segunda Divisão terá início em 28 de setembro, e a novidade desse ano é que a competição vai homenagear o Rei do futebol.

Por proposição do Palmeira, o campeonato será chamado Campeonato Potiguar da 2ª Divisão Rei Pelé, em uma homenagem ao maior jogador de futebol de todos os tempos, Edson Arantes do Nascimento.

Sobre o aumento do número de clubes na primeira divisão, questionamento apresentado pelo Baraúnas, o presidente da FNF, José Vanildo, explicou que não há impedimento jurídico para tal mudança. Os clubes presentes na reunião concordaram com o posicionamento do representante do Alecrim, que argumentou que há anos se discute o assunto, mas não há viabilidade financeira para a permanência de mais times na primeira divisão.

Foi acolhida a proposta de que dois clubes possam cair para dois subirem, o que deve ser debatido em reunião da divisão de elite pra o próximo ano. Na reunião também foi colocada para apreciação dos clubes a possibilidade de mudança em relação à idade dos atletas que disputam a competição, atualmente com o limite de 23 anos.

Os clubes presentes optaram por manter a possibilidade de no máximo 5 atletas acima da idade limite.

Treze clubes devem confirmar participação na 2ª Divisão de 2022, entre eles os estreantes Laguna (primeiro clube vegano do Brasil) e Univap (de Apodi).

Confira os participantes: Alecrim, ASSU, Baraúnas, Mossoró, Laguna, Fluminense, Palmeira, Riachuelo, Atlético Potengi, Parnamirim, Estrela Potiguar, Visão Celeste e UNIVAP.

A Segunda Divisão do Campeonato Potiguar terá todos os jogos com transmissão ao vivo pela plataforma de streaming Eleven Sports.

Terceira Divisão

A FNF avalia a criação de uma Terceira Divisão, e também que clubes de fora, onde poderão participar clubes de fora, como é o caso do Laguna. Para entrar no futebol profissional, o caminho será a Terceira Divisão. A FNF vai padronizar o número de participantes na Segunda e na Terceira, com acesso e descenso.

A intenção é evitar que clubes de fora do Rio Grande do Norte, ou mesmo do estado, com melhor estrutura financeira que os clubes tradicionais entrem no futebol profissional direto para a Segunda Divisão.

2 Comentários

  • Manoel Demétrio- Soledade I 17 de agosto de 2022

    Acho q não precisa aumentar o n° de times na 1a, basta descer dois da 1a p/ 2a, e subir 2 p/ 1a.
    O segredo é: como fortafortalecer a 2a divisão

  • Ricardo 18 de agosto de 2022

    o RN nao tem estrutura para manter um 2 divisão, o que dirá criar a terceira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.